Amazónia Azul

Todo país litorâneo possui um território marítimo. A área oceânica brasileira é chamada de Amazônia Azul porque é quase tão grande quanto a floresta amazônica, que cobre boa parte do nosso país. São 4.489.919 km² de área, formada por mais de três milhões de km² de Zona Econômica Exclusiva (ZEE) e mais 950 mil km² de plataforma continental. Juntos, esses espaços marítimos correspondem a 52% do tamanho das terras continentais.

Cerca de 1,6 bilhões de barris de petróleo são retirados por dia da Amazônia Azul, o que é correspondente a US$ 35 bilhões por ano. O Gás Natural do território marítimo nacional rende mais 17 mil m³ por dia e a aquicultura também traz valiosos milhões para a economia nacional. A pesca é fonte de renda, empregos e alimentos em toda extensão da costa brasileira.

O turismo e lazer também são segmentos em que a Amazônia Azul se destaca. Com um litoral vasto e diversificado, a costa brasileira favorece tanto aos cruzeiros nacionais quanto internacionais, além de ser excelente para esportes aquáticos.

A Marinha do Brasil é o órgão responsável pela proteção, manutenção e preservação da costa oceânica, bem como pela regulação das atividades exercidas nessa área. A enorme extensão do litoral nacional dificulta a fiscalização e a manutenção da Amazônia Azul, por isso, são necessários esforços conjuntos para que o território marítimo não seja impactado negativamente pela exploração de seus recursos biológicos, minerais, energéticos e biotecnológicos.

Programas governamentais que buscam a participação das comunidades costeiras, promovendo inclusão social e o desenvolvimento sustentável no litoral brasileiro são uma das principais oportunidades para a preservação da Amazônia Azul, afirma a Marinha do Brasil.

  • Convenção das Nações Unidas sobre o Direito no Mar (CNUDM)

  • Desenvolvimento Económico da Amazónia Azul

  • Vertente Ambiental

  • A Vertente Científica

  • A Vertente Soberania

  • Temas: , , , ,


    
    Apoios e Parcerias